9.5.10

Além de mãe, mulher!

Dizem que ser mãe é padecer no Paraíso. Eu ainda não tenho filhos. Mas, como filha, sei que muitas vezes já fiz a minha mãe pensar que sua vida, talvez pudesse ser melhor sem a minha existência. E digo isso, porque inconscientemente, todos nós já fizemos nossas mães sofrerem de vez em quando.

Egoístas, inconseqüentes, impiedosos... Sim. Em algum momento, já fomos assim. E com quem, de certa forma, abdicou da sua própria vida para dar uma vida pra gente.

O engraçado disso, é que geralmente só paramos para analisar nossa conduta, em dias como esse. O dia das mães. Porque geralmente, levamos a vida como se não houvesse amanhã. Olhando constantemente para nosso próprio umbigo e sempre pedindo mais do que damos. Querendo compreensão, paciência, abnegação, conforto, colo, amor... E dando o quê mesmo em troca? Quase sempre, nada. Já que no fundo, no fundo, olhamos para nossa mãe como alguém que tem a obrigação de nos dar tudo que queremos. Como quando ainda éramos bebê e de braços estendidos, só queríamos que ela nos tirasse do berço.

Mãe não é apenas mãe. Ela também é mulher, esposa, amiga, funcionária, namorada, cliente, filha. Também sente tristeza, dor, fome, sono, cansaço. Também quer colo, carinho, beijos, abraços.

Mães são humanas. Não super heroínas que tudo suportam, sem nunca pedir para parar. Elas não têm uma força inesgotável. São apenas mulheres. Mulheres que abriram espaço no coração e na vida para nos receber.

Por isso, nesse dia das mães, assim como em todos os outros de sua vida. Olhe e veja a mulher que existe ali. E dê a liberdade de ser ela mesma, independente de você. Dê amor e não apenas em retribuição ao amor maternal que ela te deu a vida toda. Mas, aquele amor incondicional que você muitas vezes, dedica a meros desconhecidos que entram em sua vida. Mostre para sua mãe, que realmente valeu a pena ela te ter.

E se você quer mesmo dar algum presente material, não dê a ela uma geladeira nova. Muito menos uma flor que vai murchar em menos de dois dias. Dê algo que valorize sua beleza e feminilidade. Um vestido, um perfume, um batom, uma jóia, que seja. Mostre a que além de mãe, ela é também uma belíssima mulher. Afinal, ali, existe muita vida além da maternidade, não é mesmo?

Mãe, eu te amo!

Grande beijo a todos!

4 comentários:

Mikaele Tavares disse...

É verdade...
Na verdade, uma mulher são várias mulheres ao mesmo tempo..
Gostei do texto, sincero e realista.

Beijos garota!

Gabriela Silva disse...

Obrigada Mikaela! =*

Danilo Reis disse...

Acho que vou ter de substituir o fogão de presente pra minha mãe, rs...
Falando sério: lembro de uma amiga, que uma vez descreveu as mulheres como uma canção da "Meredith Brooks". Dizendo que a mulheres conseguiem ser simultaneamente: bitch, lover, child, mother, sinner and saint. Acho uma das melhores explicações que já vi.
Concordo que é dificil aplicarmos isso a nossas mães, mas fica muito mais simples entender algumas atitudes ao lembrar que nossas mães são acima de tudo: seres humanos como nós.

Mdcsilva disse...

Ser mãe é uma dádiva de Deus! É um sublime amor incondicional que algumas mulheres poderam ou podem receber de Deus. É uma experiência única que só podem ser analizada por quem já teve está experência.A mensagem é linda filha,espero que um dia você possa ser mãe tbém.Bjs no coração. Mommy.