23.1.10

Men at work!

"O trabalho enobrece o homem". Quem não conhece essa frase totalmente batida do Max Weber? Ela já foi usada e reutilizada ao longo de muito anos a fio. Inclusive, já foi tema de alguns post's por aí.  Pois bem, eu também vou me apegar a ela para perguntar: enobrece mesmo? Tenho lá minhas dúvidas com relação a isso. Afinal, tem muitas atividades profissionais que as pessoas realizam ao longo da vida, que não agregam porcaria nenhuma na sua existência. E pra falar a verdade, algumas simplesmente emburrecem o ser humano, ao invés de enobrecer, como disse o caro Weber.

Quando eu penso em trabalho, enquanto atividade remunerada que toda pessoa adulta e responsável deve realizar. Eu sempre lembro que é ali que passamos algumas das melhores horas de nossas vidas. Duvida? Bom, então pensa comigo: normalmente, as pessoas entram as 8 e saem às 18. Daí, a gente exclui as duas horas de almoço que a maioria tira e coloca apenas as oito horas diárias de trabalho. Durante essas horas, geralmente estamos dentro de um escritório ou qualquer outro ambiente que seja condizente com a atividade que realizamos. E lá fora, o que rola? Lá fora tem o sol (ou não), alguns de nossos amigos mais legais, nossa família, nosso cachorro, nossa casa com uma cama ou sofá que nos chama incessantemente, um belo parque, uma loja qualquer pra gastar, o boteco... Enfim! São as melhores horas do nosso dia que "perdemos" ali. Então, elas tem que ser no mínimo bem aproveitadas, não é?

Eu acredito que o lugar que trabalhamos determina 50% do quanto nossa vida será feliz ou triste. E isso, independe do que você faz por lá. Não importa se você é o diretor ou só o cara que serve o café. O local de trabalho tem que ser agradável.  E esse, é um detalhe tão importante quanto valor do salário ou o reconhecimento profissional que recebemos. Acham que sou doida? Calma, que eu explico!

Alguém aí pode me dizer como é possível produzir bem quando você sequer consegue se sentir à vontade? Impossível! Não dá para fazer nem o que a gente gosta quando estamos mal instalados. E eu não trato aqui apenas da infraestrutura  do ambiente. Eu falo também das pessoas que trabalham com a gente. Afinal de contas, tem coisa mais horrível do que trabalhar ao lado de alguém que apenas te desmotiva? Tem algo mais chato que sentar para trabalhar e ficar ouvindo indiretas e afins. E quando chega ao ponto inaceitável dos xigamentos e etc.? Complicado...

Trabalho bom é aquele aonde o indivíduo está cercado por um ambiente que torne propício seu crescimento profissional e intelectual. Ou seja, um lugar onde possa desenvolver todo seu potencial e aprender mais todos os dias. E não apenas sobre sua função, mas também sobre outras áreas de conhecimento.

Agora, de volta ao começo do post, o trabalho que emburrece o homem é aquele que transforma seu funcionário em uma mera máquina geradora de lucros. Aonde, ao entrar pela porta e bater o famigerado cartão de ponto, ele recebe uma trave em volta dos olhos que o faz enxergar apenas para onde a empresa quer. E isso, minha gente, é completamente deprimente e degradante.

Então, na próxima vez que você pensar em citar o Max por aí. Primeiro, pense bem em como anda seu trabalho, tá?


P.S.  Talvez muita gente ache esse texto chato e extenso, mas essa foi a temática da semana pra mim.


Até o próximo post.


Grande beijo!

6 comentários:

ju_liana disse...

Concerteza, o ambiente de trabalho é o que mais importa, se o salário for condizente com o que você pretende ganhar de sua função.

Taw disse...

hum... muito legal...

Hum... eu considero como trabalho tudo o que fazemos... pelo menos, tudo que faço. Daí para mim, um trabalho conjunto com um grupo de pessoas [por exemplo, para uma empresa, etc] determina no máximo, no máximo 40% da minha satisfação de vida... não tem como ser mais que isso, pois trabalho em outros ambientes, mesmo que não haja salário, ou reconhecimento... definitivamente...

muito legal, sua forma de olhar para esse tema...

Thomaz Ribeiro disse...

De fato existem por ai trabalhos que só dão mesmo trabalho. Vez em quando arrumo um desses e o maior que sinto neles é quando sou demitido, parece que existem empregos que só arrumamos para isto: ser demitidos. Talvez eu faça isso às vezes para saber que o mundo é cheio de oportunidades.
Abraços.

Mikaele Tavares disse...

Eu nunca trabalhei até hoje, mas espero que quando isso aconteça eu me sinta bem e seja bem remunerada pq não adianta só bem remunerada e eu não me sentir bem.Eu quero essa duas coisas XD
Beijos

franciscoslade disse...

Desculpa, mas que gata, você, hein?

Uau!

Beijo

Coisas da Vida disse...

Minha querida Gabriela!
Mas quem te disse que é longo e chato o teu post??? Humm???
Cá nada de te substimares!!! Postaste uma coisa que milhoes de pessoas têm vontade de dizer, gritar.
Tanta e tanta gente que sente o mesmo!
Em nome desses milhões, obrigado por gritares por nós!
E quando uma vinda a Portugal? :)
Beijo Grande!