23.5.09

Por que os bons estão ocupados?

Pensa na seguinte cena: você está na rua e precisa falar urgente com alguém. Pega seu celular na bolsa e opa, a bateria acabou. Um saco, não? Daí você lembra que ainda existem orelhões e vai à banca mais próxima comprar um cartão. Olha em volta tentando localizar algum e depois de um tempinho rodando, avista uma pracinha com vários orelhões, a maioria ocupado, mas para sua sorte, ainda tem alguns sem ninguém pendurado neles. Vai até o primeiro, retira o fone do gancho e lê a mensagem “fora de uso”. Ok, sem problemas, ainda tem os outros. Caminha calmamente até o segundo e esse não apresenta a tal mensagem, mas opa, não completa as ligações. Você começa a ficar meio puta da vida por aquilo, só que como precisa urgentemente falar vai até o terceiro orelhão e enfia o cartãozinho lá, só que quando percebe, o bendito caiu dentro de um buraco onde deveria ter um suporte para segurá-lo. Já meio desolada, olha em volta e pensa: “fazer o que né?” e se encaminha até uma pequena fila formada para usar um dos bons orelhões que ainda estão ocupados.

Pois é. Agora que visualizou essa cena no mínimo desagradável, agora a transfira para a realidade dos relacionamentos atuais. Eu estava conversando com uma amiga minha esses dias e chegamos ao seguinte questionamento em relação aos homens: por que os bons estão ocupados? Parece que os caras mais legais que existem já têm alguém, seja um relacionamento feliz e estável ou uma ex que inferniza qualquer nova possibilidade de relacionamento.

Claro, não vamos aqui generalizar os homens. Deve existir muito cara bacana por aí, sozinho e super afim de alguém legal, mas, sinceramente, a safra tá muito ruim – palavras da minha amiga (risos). Eu disse a ela, que talvez, o maior problema das mulheres é que estejam procurando “sorvete em açougue”, ou seja, estão freqüentando os lugares errados ou pior, não sabem exatamente que tipos de pessoa desejam atrair para suas vidas. E aí, fica bem difícil encontrar um “bom” desocupado.

Quando sabemos exatamente o que queremos, ou até melhor, quem queremos, fica muito mais fácil atrair o que se deseja. Claro que nem tudo depende do nosso desejo, a outra pessoa também precisa estar na mesma sintonia que você, senão a situação fica complicada demais, e nada pior do que amores platônicos, paixões não correspondidas, pessoas problemáticos e afins.

Eu, particularmente, não tenho mais disposição para alimentar relações em que não haja cumplicidade e reciprocidade. Porque tudo que é compartilhado e traz um retorno satisfatório para ambos só pode resultar em um relacionamento estável. E relacionamentos estáveis fazem parte de uma vida saudável e feliz.

Então amiga, vamos parar de querer aquilo (leia-se “quem”) que não temos e vamos começar a valorizar quem realmente está disposto a nos querer. Afinal, pra que ficar insistindo em usar um orelhão defeituoso ou procurando por outros que provavelmente estão com defeito, mas que por ter uma pintura nova ainda não percebemos quando se tivermos um pouquinho mais de paciência encontraremos um muito bom, e surpresa: desocupado?

4 comentários:

Adiel disse...

bem interessante, vamos comentar!

Não sei como será visto meu comentário, por se tratar de uma situação feminina.
Porém me coloquei em seu lugar.
Eu ja passei por isso, ainda passo. É legal ficar, dar us amassos, mas namorar realmente tem que ser com uma pessoa compatível. Digo, que entenda seus defeitos e que vc saiba conviver com os defeitos da mesma. Todos temos defeitos.
Mas eu não procuro mais, sigo uma professia de um dos "Bares" que ja frequentei em minhas viajens pelo Brasil. "Enquanto vc não encontra a pessoa certa, se distraia com as incertas".... Acho que não deveriamos nos preocupar em achar a "certa", e sim procurar aproveitar a vida da melhor maneira possível.
Tipo a Coca-Cola , "viva positivamente!"
Quando menos se espera as pessoas especiais aparecem e mudam tudo.
Pode-se dizer que é triste não ter ninguem, mas é melhor ainda fazer com que quando essa tristeza for embora, que ela vá mas que não nos roube nada e deixe tudo como estava antes.

:*

Marco Aurelio disse...

apoiado companheiro!

mas eu discordo em um ponto; eu particularmente, ate para ficar tenho que considera-la "certa". tipo, minha querida mamae sempre falava quando era criança "cuidado onde voce coloca sua boca menino" hehe. mantive isso para os relacionamentos.

Bem,se formos enverter os papeis tambem isso acontece com os homens, as gurias mais interessantes estao comprometidas, eh claro, nao vamos generalizar, as que nao estao sofrem pelos ex, calma ainda tem as outras "certas" mas que nao querem um compromisso.. aff , como disse Arnaldo Jabor "quem disse que ser adulto eh facil ?"

e aproveitando a oportunidade, me candidato. alguma moça afim de um relacionamento?
ui,pode ate ter, mas vai aparecer outro probleminha, a distancia... pessoas interessantes tambem moram distantes e fica complicado assim.

mas a minha procura continua e a candidatura que citei em cima esta de pe :)

abraço, luz e paz hauhau e muito rock

dcamarneiro disse...

Bomm vamos lááa!!kk...Esse texto me caiu como uma luva..rsrs...
Eu não procuro por relacionamentos eles simplesmente acontecem, mas parece que ultimamente ando martelando a mesma tecla. Sou meio cabeça dura, sabemos que devemos nos dar valor, mas quem é que não sonha com aquele mocinhu que conquistou seu coração certo dia e hj resolver ir embora?!É complicado falar sobre isso...mas uma coisa vc pode ter ctz, ele só irá embora o dia que vc permitir. Então descubra o melhor dia para mandá-lo embora e seja feliz!!!!!
Bjooo brotooooooooooooooooooooooooo

Gabriela Silva disse...

"Então descubra o melhor dia para mandá-lo embora e seja feliz!!!!!"
Morri de rir, broto!

Gente, obrigada pelos comentários! É um ótimo incentivo.

Beijos